Fui fumante por 10 anos. Comecei com 15 e hoje tenho 25.

Há 3 meses eu decidi parar de fumar e vi relatos de pessoas que conseguiram abandonar o tabagismo mediante o uso de vaporizadores de líquido com porcentagem baixa de nicotina.

Desde o dia em que passei a utilizar o Vape (cigarro eletrônico), não tenho sentido falta de ar, indisposição pra atividades físicas, meu sistema digestivo e circulatório melhoraram muito, minha voz pra cantar melhorou muito também (sou vocalista de uma banda de rock) e até a sociabilidade com as pessoas, pois não existe mais o mau cheiro do cigarro impregnado no corpo e nas roupas.

Tô muito feliz com os resultados alcançados até aqui.
Tô feliz com o meu Vape!

O Vape, quando utilizado de forma correta, não nos traz problemas de saúde comparados aos que são causados pelo tabagismo.
Cigarro mata um número absurdo de pessoas ao redor do mundo e a única coisa que fizeram foi tirar as propagandas comerciais da televisão, mas continua sendo algo lícito.
Mercados e tabacarias vendem CIGARROS para MENORES DE IDADE (de 12 à 15 anos) e nunca foi proibido!

Os líquidos utilizados no vape (SIM, MUITOS TÊM SABORES DELICIOSOS), contém flavorizantes, glicerina vegetal, propilenoglicol e (se quiser) nicotina à gosto.

Ninguém quer largar do cigarro fétido pra começar a vaporizar uma coisa sem gosto algum, não é?

Um líquido (juice) com sabor de torta de morango com doce de leite é INFINITAMENTE melhor que o sabor de morte, papel queimado e chaminé de olaria de um cigarro convencional, não é mesmo?
Eles têm sabores assim NÃO PRA ATRAIR OS MENORES OU “CRIANCINHAS”, mas para transmitir ao ex-fumante uma experiência prazerosa de ter trocado o cigarro por algo muito mais gostoso de se usar e até 95% menos prejudicial.

Com mais estudos e pesquisas sobre assunto, a sociedade vai ver que o Vape não é o vilão dos casos isolados de mortes.
As pessoas que morreram foram suas próprias vilãs por quererem sabotar seus aparelhos, tentando utilizar substâncias psicoativas inapropriadas.

O EVALI, citado como “doença causada pelo Vape”, nada mais é que o resultado dessa imprudência dessas pessoas.

Se no Brasil tivesse mais investimento nos estudos e nas pesquisas sobre o assunto, ambas feitas com o máximo bom senso, o Vape poderia ser comercializado livremente.
Mas, infelizmente, o Brasil é o país do atraso.

Vape não é moda! É mudança pra melhor na qualidade de vida de um ex-fumante!

Fica aqui meu testemunho e protesto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login

Faça seu login e acesse nossos conteúdos exclusivos

Ainda não tem conta?

Registrar-se

Preencha os dados abaixo e torne-se um associado da DIRETA